domingo, 19 de junho de 2011

As palavras são definitivamente a maior invenção do homem. Talvez não por sua comunicação global,que fica dividida entre povos,ou por sua diversidade cultural,mas por sua intensidade. Da mesma maneira que a matemática, as palavras tem o mesmo efeito em qualquer cultura. "Eu te amo" vai ter o mesmo efeito aqui e no japão, e "Eu te odeio", também. isso pode ser muito bom,ou muito ruim. as palavras boas ditas no passado de certa maneira hoje em dia são um peso a mais. Tudo mundo diz que adora recordar e que isso é muito bom,mas obviamente todo mundo gostaria de viver "aquela época" pra sempre. E mesmo assim,muitas coisas nós deixamos e deixaremos pra sempre lá atrás.. com aquela vontade de "eu quis fazer isso,e não fiz." Não fizemos,e o queremos até hoje. Tem coisas que eu não fiz há 2,3 anos atrás e que eu sinceramente gostaria muito de ter feito, o que acarretaria mudanças enormes na minha vida. As pessoas dizem que o ser humano aprende com seus erros e melhora com isso. Mas ninguem quer colher o fruto dos erros, essa é a verdade. Então a gente continua na mesma,eu gostaria de ter feito,e não fiz, e se um dia eu puder fazer o que eu não pude,com certeza eu o farei. Não é tudo que é bom que dura pouco,nós que não aproveitamos totalmente.

"Quando a gente conversa contando casos, besteiras, tanta coisa em comum deixando escapar segredos..."