sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

é..

ERA UMA VEZ, UMA RICA SOCIALITE CONVERSANDO COM UM MATUTO DO INTERIOR:
O matuto tinha se descoberto um recente milionário.

''Quero ir simbora logo. por outro lado não quero deixar a casa e as coisas de minha mãe aqui, por isso que estou aqui. ''

''E O Dinheiro?''

''Não tem importância.. sempre vivi bem sem ele.. trabalhei quando quis, descansei quando tive vontade, tinha o céu, as estrelas, a mata.. tudo. O Sossego e a paz. pra que mais? ''

''Então, você não gostou da cidade?''

''É.. é tudo bonito, mas é pobre. Quase não se vê as estrelas à noite.. Tem tanto barulho que os passarinhos tem medo de chegar perto. Vocês pprecisam ver a alegria da mata.. o perfume da planta, o sol parece que tem vida! quando chove.. lava a alma da gente. Depois da chuva, as plantas, Árvores parecem que cantam.. as folhas ficam esverdeadas. A lua então! É tão bonito que nos permite analisar as coisas que Deus fez. Na cidade.. é mais dificil enxergar Deus, no mato ele tá em todo lugar.."

quinta-feira, 21 de julho de 2011

E eu corro,corro atrás mesmo. Persisto,pulo,trabalho e me esforço, mais do que muitas outras pessoas,com certeza. Eu me preocupo com o que eu estou fazendo e o futuro que isso ia dar,aonde eu quero chegar,e eu tento,tento,e tento.. e não adianta,a luz branca some,em quase todos os sentidos. Sinto que tem uma mentira por trás do tempo aonde poucos me reconhecem atualmente,e menos ainda, poucos me entendem ou sequer acreditam em mim. Eu perco a oportunidade de pegar essa luz branca, eu perco a oportunidade de ser melhor.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Pensei que, apesar de tudo, terminaria bem,pensei mesmo. É como se tudo que ocorresse ainda estivesse acontecendo por um bem maior, enquanto eu espero longamente para que tudo possa dar certo, e tudo possa continuar. Porém,em algum lugar desse caminho eu não te vi, e você, tampouco. Tudo que eu via era uma cena repitida por tantas e tantas outras vezes,e tantas e tantas pessoas de tantos e tantos caminhos que eu achei melhor nem ligar,dar tempo ao tempo é ir direto ao que interessa,mas de olhos fechados. E, sinceramente,eu não sei mais o que interessa.. meu mundo é cercado de pensamentos negativos que passam me repreendendo a todo momento. "tem gente sendo assassinada", "gente perdendo parentes, amigos e outras pessoas por dinheiro,drogas, brigas e diversas outras coisas", "tem gente passando fome,tem gente doente,tem gente pobre,e você não pode se queixar". São pensamentos que me fazem refletir,mas ao mesmo tempo não me deixam livrar-me desse estigma emocional que, mesmo já o tendo a tempos,o percebi a poucos,e sei pelo que você passou, e sei que foi graças a mim. Não sei se foi pior ou melhor,mas sei o que foi. E acima de tudo,sou egoísta,não gosto ou nem sequer sei esperar e ver os outros com as minhas coisas,as minhas pessoas. Acho que todo mundo é um pouco assim,mas só não quer falar. Acho que eu tenho vergonha de falar isso,mas eu me lamento por ser individualista,bem lá no fundo. E eu acho que muita gente se sente assim. No final, é a mesma merda. A gente sofre intimamente porquê tem vergonha, e estampa isso com um sorriso.

domingo, 19 de junho de 2011

As palavras são definitivamente a maior invenção do homem. Talvez não por sua comunicação global,que fica dividida entre povos,ou por sua diversidade cultural,mas por sua intensidade. Da mesma maneira que a matemática, as palavras tem o mesmo efeito em qualquer cultura. "Eu te amo" vai ter o mesmo efeito aqui e no japão, e "Eu te odeio", também. isso pode ser muito bom,ou muito ruim. as palavras boas ditas no passado de certa maneira hoje em dia são um peso a mais. Tudo mundo diz que adora recordar e que isso é muito bom,mas obviamente todo mundo gostaria de viver "aquela época" pra sempre. E mesmo assim,muitas coisas nós deixamos e deixaremos pra sempre lá atrás.. com aquela vontade de "eu quis fazer isso,e não fiz." Não fizemos,e o queremos até hoje. Tem coisas que eu não fiz há 2,3 anos atrás e que eu sinceramente gostaria muito de ter feito, o que acarretaria mudanças enormes na minha vida. As pessoas dizem que o ser humano aprende com seus erros e melhora com isso. Mas ninguem quer colher o fruto dos erros, essa é a verdade. Então a gente continua na mesma,eu gostaria de ter feito,e não fiz, e se um dia eu puder fazer o que eu não pude,com certeza eu o farei. Não é tudo que é bom que dura pouco,nós que não aproveitamos totalmente.

"Quando a gente conversa contando casos, besteiras, tanta coisa em comum deixando escapar segredos..."

sábado, 22 de janeiro de 2011

E ele só tem 16 anos,doutor.
- Como assim,16 anos ?
Como alguém de 16 anos poderia fazer aquilo?
- Eu não sei,mas ele fez.
- Ok,vou falar com ele.
..


Fala garoto,tudo bom ?

- Fala doutor, não sei não..

- Então eu vou te ajudar,por que "cê" fez isso rapaz?

- Por que não fazer ?

- Porque não é certo.

- Pra você não,pra mim talvez possa ser.

- Ah.. e os seus país,garoto?

- Pais? que Pais ? ah sim,se você quer dizer aqueles que me fizeram,já se foram a muito tempo,nem lembro deles..sabe Doutor,e eu não sou o único não,tem milhares outros por aí que nem se lembram dos país.

- Família? Perguntou.

- Tinha um irmão seu Doutor, um irmão mais velho,morreu há uns 3 Anos. Tinha uma divida,sabe como é.

- E você queria acabar assim?

- Olha doutor,acabar assim eu não sei, mas acabar morto de fome eu não queria não.

- E porque tú não foi arrumar um emprego?

- Porque eu queria ser respeitado Doutor.

- E olha o que você arranjou..

- Bem melhor do que ganhar um Salário de fome.

- e Bem pior do que perder o senso de Justiça.

- Justiça,o que é Justiça, doutor ?

Reflitam,multipliquemos por milhões e descobriremos como a criação é importante para o Ser Humano.